Ibitinga, Quinta, 22 de Novembro de 2018
Itajobi e Novo Horizonte registram mortes por causa do H1N1
Estes são os primeiros casos de morte nas duas cidades. Noroeste paulista chegou a 34 mortes neste ano

A Secretaria de Saúde de Catanduva (SP) confirmou nesta terça-feira (26) mais duas mortes de pessoas com o vírus do H1N1 na região de cobertura da cidade.  A mais recente, de uma idosa de 82 anos, é de uma moradora de Itajobi (SP), que estava internada no hospital Padre Albino, em Catanduva. Ela morreu nesta terça-feira.  Itajobi registra 10 casos positivos da doença.

De acordo com a secretaria, o outro paciente era um homem de 36 anos, de Novo Horizonte (SP), que também estava no mesmo hospital e morreu no último dia 18, mas o resultado só foi divulgado nesta terça-feira. A cidade registrou três casos positivos da doença neste ano.

Mortes
  A região noroeste paulista agora tem 34 mortes por causa do H1N1 apenas neste ano. O H1N1 também chegou a outras cidades da região. Em São José do Rio Preto (SP), a doença provocou a morte de oito pessoas. Em General Salgado (SP) foram três mortes. Em Mirassol (SP), a doença provocou cinco mortes. Já em Fernandópolis (SP) o vírus H1N1 provocou duas mortes e, em Jales, foram três mortes. Uma pessoa morreu nas seguintes cidades:Tabapuã (SP), Santa Adélia (SP),Mendonça (SP), Icém (SP), Vitória Brasil(SP), Zacarias (SP), Luiziânia (SP), Pereira Barreto (SP), Palmares Paulista (SP) ePindoramaSanta Fé do Sul (SP), Itajobi (SP) e Novo Horizonte (SP).

Os sintomas do H1N1 são parecidos com os de outras gripes: os mais comuns são febre alta, tosse, dificuldade para respirar, dor muscular e de cabeça. Só este ano, segundo o Ministério da Saúde, o vírus do H1N1 já causou a morte de 230 pessoas em 20 estados.

comentários
Folha de Ibitinga
Conheça um pouco mais sobre nós.

leia mais
redes sociais Acompanhe-nos em nossas redes sociais.
whatsapp (16) 98135-4546

Todos os direitos reservados © Folha de Ibitinga 2018 - contato@folhadeibitinga.com.br - telefone: (16) 98135-4546