Ibitinga, Terça, 17 de Julho de 2018
Sindicato Rural sedia Roda de Conversa sobre Plano Diretor de Educação Ambiental
Com o objetivo de auxiliar na elaboração de um projeto para a Bacia do Tietê-Jacaré, bate-papo serviu para organizar planejamento

No último dia 25 de agosto, aconteceu na sede do Sindicato Rural de Ibitinga e extensão de base em Tabatinga, uma Roda de Conversa sobre o Plano Diretor de Educação Ambiental da Bacia do Tietê-Jacaré (PDEA-TJ). O debate foi proposto pela associação “Teia Casa de Criação”, de São Carlos, responsável pela execução do projeto, uma demanda de longa data do Comitê da Bacia Hidrográfica do Tietê-Jacaré (CBH-TJ), sustentada pelo Fundo Estadual de Recursos Hídricos - FEHIDRO, segundo o acordo 233/2015.

   O PDEA-TJ tem como objetivo auxiliar no norteamento de projetos de Educação Ambiental e envolve as atividades de Inventário e Diagnóstico dos projetos e ações de Educação Ambiental; rodas de conversa e visitas aos 34 municípios da Bacia Hidrográfica do Tietê-Jacaré, além da realização de Fóruns sobre o PDEA-TJ, a serem promovidos nos quatro maiores municípios da bacia (com disponibilização de transporte para os demais municípios) e publicação final do PDEATJ, com diretrizes, prioridades e critérios para os projetos de EA na Bacia do Tietê Jacaré. Todo material produzido será disponibilizado no site do projeto, que será alimentado durante todo o processo de elaboração do Plano Diretor.   No site há ainda espaço para contribuições e fóruns online.

   A roda de conversa contou com a presença de Maria Paula Pires de Oliveira, membro da associação Teia Casa de Criação. “Foi um momento de networking, onde pessoas de vários setores como ONGs, instituições, órgãos públicos, produtores e proprietários rurais, além de professores puderam trocar informações em uma conversa muito produtiva. A interação serviu ao propósito de descobrir as dificuldades de cada setor, para poder organizar um planejamento e auxiliar nos projetos. Todos participaram com o mesmo objetivo, de contribuir com a elaboração do PDEA-TJ, e imbuídos da comum preocupação com o meio ambiente”, avaliou Maria Paula.

   Em geral, o uso e a ocupação do solo da BH-TJ não foi feito com o planejamento adequado, ocasionando uma série de problemas ambientais como erosões do solo, desmatamento, concentração de águas pluviais, exploração sem controle dos aquíferos, assoreamento dos corpos d’água, resíduos sólidos dispostos de maneira inadequada, contaminação dos corpos d'água com efluentes, entre outros. 

 Segundo o Plano de Situação da Bacia, divulgado em 2015 grande parte das erosões ocorre em áreas rurais, por isso, será necessário incentivar a recomposição das APPs em áreas críticas, já que erosões e assoreamentos, além de baixa cobertura vegetal nativa, impactam negativamente nos corpos hídricos, tanto na qualidade quanto na quantidade. Também será necessário localizar essas áreas, através do Plano Diretor de Restauração Florestal, e torná-las prioritárias.

    Eduardo Rossi da Silva, proprietário da Fazenda Voltinha e associado do Sindicato Rural, um interessado nos temas ambientais, participou da Roda de Conversa e considerou produtivo o encontro. “A reunião em si foi boa, com conteúdo, porém, foram discutidos diversos assuntos relacionados ao meio ambiente de Ibitinga. Penso que o foco deveria ter sido mantido na questão do Rio Tietê, para solucionarmos os problemas existentes, mas acredito que tudo seja válido”, comentou.  

 Há bastante tempo o Sindicato Rural acompanha os trabalhos do Comitê da Bacia Hidrográfica do Tietê-Jacaré e se coloca à disposição para auxiliar nos trabalhos que envolvem o Plano Diretor Ambiental do Município. A expectativa, segundo o presidente da entidade, Luiz Flávio Pinheiro, com a elaboração desse projeto de Educação Ambiental, é que ele seja colocado em execução com brevidade e possa servir de exemplo para outras Bacias Hidrográficas, que ainda não realizaram o seu Plano Diretor de Educação Ambiental.

    O PDEA-TJ também deve ampliar e contribuir com o debate sobre os critérios e diretrizes dos projetos de Educação Ambiental nos Comitês de Bacias Hidrográficas, nas Câmeras Técnicas de EA, bem como na Coordenadoria de Educação Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente do Estado de São Paulo. Mais informações sobre o projeto podem ser obtidas no site www.pdea@teia.org.br.

comentários
Folha de Ibitinga
Conheça um pouco mais sobre nós.

leia mais
redes sociais Acompanhe-nos em nossas redes sociais.
whatsapp (16) 98135-4546

Todos os direitos reservados © Folha de Ibitinga 2018 - contato@folhadeibitinga.com.br - telefone: (16) 98135-4546