Ibitinga, Quarta, 19 de Setembro de 2018
Transporte na hidrovia em Ibitinga foi de um milhão de toneladas em 2016
Durante 2016 foram transportadas 5,3 milhões de toneladas de carga, que passaram pelo trecho na hidrovia Tietê-Paraná; em cinco usinas hidrelétricas, sediadas em Barra Bonita, Bariri, Ibit

  A AES Tietê fechou o balanço da movimentação de suas eclusas no ano de 2016. Nesses 12 meses, aproximadamente 5,3 milhões de toneladas de carga passaram pelo trecho na hidrovia Tietê-Paraná, em cinco usinas hidrelétricas (Barra Bonita, Bariri, Ibitinga, Promissão e Nova Avanhandava – duas eclusas). Mais de 20 mil embarcações, com 434 mil passageiros, passaram por nossas instalações, em total de 8.341 eclusagens realizadas.?       

   A região de Barra Bonita, na qual o turismo tem participação significativa na renda da população, acumulou quase 50% do número total de passageiros, o que representa 206 mil pessoas transportadas pela eclusa. Em relação à movimentação de cargas, o trecho de Bariri foi destaque, com o transporte de 1,8 milhão de toneladas de materiais como soja, cana-de-açúcar, areia e madeira, entre outros. Logo em seguida, vem Ibitinga, Promissão e Nova Avanhandava, cada uma com passagem de aproximadamente um milhão de toneladas no período.?      

 Segundo o Gerente de Gestão da Operação da AES Tietê, Sergio Silva, “A movimentação de mais de 5 milhões de toneladas marca o retorno da utilização plena da hidrovia Tietê-Paraná no transporte de carga brasileiro. Além disso, ainda em 2016, a AES Tietê finalizou o processo de otimização das eclusas de Bariri, Ibitinga e Promissão, que agora são operadas remotamente pelo Centro de Operações da Geração e Eclusas da AES Tietê (COGE), localizado em Bauru.

 

comentários
Folha de Ibitinga
Conheça um pouco mais sobre nós.

leia mais
redes sociais Acompanhe-nos em nossas redes sociais.
whatsapp (16) 98135-4546

Todos os direitos reservados © Folha de Ibitinga 2018 - contato@folhadeibitinga.com.br - telefone: (16) 98135-4546