Ibitinga, Segunda, 23 de Julho de 2018
Eugenio Coleoni é homenageado pelo Sindicato Rural
Produtor rural completa 42 anos de filiação no SR e conta sobre o início de sua história

 Eugenio Coleoni, nasceu em 1920, começou a trabalhar aos onze anos e teve que deixar a escola muito cedo, para ajudar a família. Casado com Antônia Bianquini Coleoni, teve cinco filhos: Sérgio Coleoni; José Gerson Coleoni; Sandra Maria Coleoni; Célia Maria Coleoni Ferreira e Maria de Fátima Coleoni. Também tem nove netos, um bisneto e sempre trabalhou com diversas culturas.

  Atualmente, com 97 anos, arrenda suas propriedades de plantio cana-de-açúcar para uma usina. O Senhor Eugenio Coleoni relatou que aos onze anos já auxiliava com algumas atividades no sítio, na época conhecido como Caixa D'agua, sua família cultivava o café.  E ao longo dos anos, sua família optou pela plantação de milho e depois passaram a trabalhar com o gado de leite.

  Apesar dos desafios, Eugenio Coleoni, nunca pensou em desistir da vida no campo. “Desde criança sempre ajudei meus pais e meu irmão no sítio, mesmo com os momentos difíceis, como a falta de chuva, persisti e hoje estamos colhendo os frutos”, descreveu Eugenio.

   A Esposa de Eugenio, Antônia Bianquini Coleoni, salientou sobre a importância da produção rural para sua família “eu sempre fui dona de casa, quando nos casamos viemos morar na cidade, a agricultura se tornou algo de grande valor para nós, passei a entender mais sobre essa diversidade de cultura”, enfatizou Antônia.

  Em sua família, alguns de seus filhos seguiram caminhos diferentes da produção rural, porém seu neto Ricardo Luiz Sampaio Junior motivado pela história de vida de seu avô resolveu dar continuidade e atualmente estuda agronomia.

   Além do trabalho, Eugenio relatou que um momento marcante na sua vida foi a passagem do trem perto do sítio Caixa D'água, onde morava quando criança “eu me lembro que fi-cava sentado esperando ele passar, meus olhos brilhavam, o trem vinha de Tabatinga até Ibitinga, era sempre a mesma rotina”, relatou Eugenio.

Filiação com o Sindicato Rural

  Em 1975, Eugenio Coleoni, se tornou associado do Sindicato Rural e acre-dita que a agricultura evoluiu muito nesses últimos 51 anos “antigamente não tinha tanta tecnologia para ajudar no desenvolvimento das nossas culturas, hoje tudo é mais acessível. O SR tem um papel muito importante para minha família, pois sempre nos orientou com a parte de documentação de nossa propriedade e com instruções”, explicou Eugenio.

   Para o presidente do sindicato rural, Luiz Flávio Pinheiro, exemplos como o senhor Eugênio Coleoni valorizam a entidade “patriarca de tradicional família local sempre esteve ligado às atividades do campo ao longo desses anos. Isso evidencia que o trabalho que se desenvolveu na zona rural de Ibitinga desde o passado, foi o motivo do crescimento da cidade. Hoje com a industrialização limitada do Bordado e agregados, temos a somatória que compõe o nosso desenvolvimento econômico”, pontuou Luiz.

 

comentários
Folha de Ibitinga
Conheça um pouco mais sobre nós.

leia mais
redes sociais Acompanhe-nos em nossas redes sociais.
whatsapp (16) 98135-4546

Todos os direitos reservados © Folha de Ibitinga 2018 - contato@folhadeibitinga.com.br - telefone: (16) 98135-4546