Ibitinga, Sexta, 16 de Novembro de 2018
SAAE abriu sindicância e pede a exclusão de dois vereadores na CEI
Comissão apura supostas irregularidades nas faturas de água. Vereadores contestam que usaram notícias falsas da internet
SAAE abriu sindicância e pede a exclusão de dois vereadores na CEI
As advogadas Dra. Marina Dias e Dra. Tais Roxo (Foto: Folha de Ibitinga)

As advogadas Dra. Marina Dias e Dra. Tais Roxo, de Ribeirão Preto, estão defendendo o SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgoto), no processo da CEI (Comissão Especial de Inquérito) proposto pela Câmara de Vereadores de Ibitinga, em maio deste ano, para apurar as questões que envolveram contas de água em Ibitinga, muito debatida na tribuna da Câmara, e nas redes sociais.

   Na CEI, os questionamentos rondam a terceirização de leituristas, possíveis divergências nos valores de contas de água, questiona o custo benefício da terceirização, e alega possíveis irregularidades na cobrança, entre outros questionamentos. Segundo a Câmara Municipal, um prazo de 180 dias, a partir do dia 14 de maio, podendo ser prorrogado por mais 90, foi estabelecido para sanar todas as questões da CEI.

   Segundo a advogada Tais Roxo, a defesa do SAAE já está apurando os fatos questionados pelos vereadores através de uma sindicância interna; porém, a autarquia é vítima, segundo a advogada, de dois fatos; a difamação caluniosa na internet, e a propagação de fatos inverídicos, sem confirmação.

   Um laudo na internet, segundo a defesa, apontou que supostas irregularidades apontadas nas redes sociais, foram criadas por fake news (de perfis falsos). “Está sendo propagado contra a prefeitura as fakes news”, explicou a advogada. “A partir daí nós criamos uma sindicância, e dentro dos fatos que nós estaremos criando, é pedindo a suspensão de dois membros da comissão, que é o presidente da CEI, Richard e o Marco”, explicou.  “Estamos pedindo a suspensão desses dois membros que estão propagando estes fatos falsos, como por exemplo, que nós não cumprimos o prazo, que está comprido desde segunda-feira (18)”, explicou a advogada.

  Na quinta-feira (21), a defesa do SAAE ouviu funcionários e protocolizou na Câmara de Ibitinga, segundo dados do departamento de administração da autarquia, um pedido de exclusão de dois vereadores, dos quatro, que compõem a comissão de investigação. O presidente da Câmara tem um prazo de 5 dias para deferir sobre o pedido; aceitando ou não. Uma nota à população foi emitida pelo SAAE para explicar a CEI.

O outro lado

  Os vereadores Marco da Fonseca e Richard de Rosa não foram encontrados pela redação , até o fechamento da edição do jornal impresso, na sexta-feira 22 (às 18:47 horas), para explicar os pontos debatidos sobre a CEI.

  Na Sessão Legislativa da terça-feira 26, os dois vereadores mencionados pelos advogados do SAAE, assinaram um requerimento de informação solicitando esclarecimentos da prefeita Cristina sobre o pedido do afastamento dos dois vereadores (VEJA AQUI).A prefeita deve enviar a resposta no prazo regimental de até 15 dias. 

comentários
Folha de Ibitinga
Conheça um pouco mais sobre nós.

leia mais
redes sociais Acompanhe-nos em nossas redes sociais.
whatsapp (16) 98135-4546

Todos os direitos reservados © Folha de Ibitinga 2018 - contato@folhadeibitinga.com.br - telefone: (16) 98135-4546