Ibitinga, Segunda, 30 de Março de 2020
Coronavírus: três mortes suspeitas são registradas na região
Pacientes de Bariri, Marília e Jaú morreram com sintomas da doença e aguardam resultado de exames do Instituto Adolfo Lutz
Coronavírus: três mortes suspeitas são registradas na região

Três mortes de pacientes com suspeita do novo coronavírus (Covid-19) estão sob investigação na região. Além de um idoso de 79 anos, de Bariri, a lista inclui um morador de Marília, que morreu na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Norte, e um paciente que estava internado no Hospital Amaral Carvalho (HAC), em Jaú.

  O caso que está sendo investigado em Bariri e aguardando o resultado de exame do Instituto Adolfo Lutz é o de um homem de 79 anos que morreu na tarde deste domingo (22), na Santa Casa de Jaú, para onde foi transferido com um problema respiratório grave.

  Segundo o prefeito de Bariri, Neto Leoni, ele já sofria com dificuldades desta natureza antes da pandemia, mas o quadro clínico do idoso piorou nos últimos dois dias e, antes de ir a óbito, ele foi submetido a uma tomografia. "Fizeram o exame e acabaram suspeitando de Covid-19", explica.

  O interventor da Santa Casa de Bariri, o médico Marco Antônio Gallo, conta que o paciente tinha fibrose pulmonar. "Mesmo assim, entrou como caso suspeito, por conta do resultado da tomografia e do fato de ter recebido, há cerca de 15 dias, a visita de parente que vive em São Paulo", diz.

  Ainda segundo o chefe do Executivo de Bariri, a equipe médica de Jaú coletou material e encaminhou para análise. No entanto, não há qualquer confirmação da doença. Por isso, Neto Leoni chegou a determinar a retirada da notícia sobre a morte do idoso do site e redes sociais da prefeitura.

  Também neste domingo, o prefeito de Marília (100 quilômetros de Bauru), Daniel Alonso, através da Vigilância Epidemiológica, informou que um homem de 49 anos, portador de comorbidades (acamado por AVC), morador da Zona Norte da cidade, morreu com suspeita de coronavírus.

   O paciente deu entrada na UPA Norte na noite de sábado (21) com dificuldade para respirar, desconforto respiratório, febre, saturação menor que 95%, desidratado e descorado, sofreu parada cardiorrespiratória e morreu no domingo de manhã. Ele não se vacinou contra H1N1 no último ano. "Ressaltamos que foram colhidas amostras laboratoriais, abrindo investigação para SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave) e Covid-19", informou a prefeitura por meio de nota. "Lembrando que o paciente não viajou  para o exterior e não teve contato com suspeitos de coronavírus".

  Também por meio de nota, a Direção Técnica e Médica e a Gerência Médica do Hospital Amaral Carvalho (HAC) de Jaú (47 quilômetros de Bauru) comunicou nesta segunda-feira (23) o óbito, ocorrido durante a madrugada, de um paciente que estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da unidade, vítima de Síndrome Respiratória Aguda Grave, após uma Síndrome Gripal.

  Segundo o hospital, seguindo os protocolos do Ministério da Saúde para casos suspeitos de coronavírus, a Vigilância Epidemiológica do Estado foi notificada e houve coleta de material para análise no Instituto Adolfo Lutz. Sexo e idade do paciente não foram informados. "Todos os colaboradores que atenderam a este caso estavam em uso de equipamentos de proteção individual", declara.

Com informações do JCnet

comentários
Folha de Ibitinga
Conheça um pouco mais sobre nós.

leia mais
redes sociais Acompanhe-nos em nossas redes sociais.
whatsapp (16) 98135-4546

Todos os direitos reservados © Folha de Ibitinga 2020 - contato@folhadeibitinga.com.br - telefone: (16) 98135-4546