Ibitinga, Segunda, 19 de Outubro de 2020
Hospital de Matão anuncia extensão de Hemodiálise em Ibitinga
Um local já foi alugado para hemodiálise começar. Marco Fonseca, Florisvaldo Fiorentino e Dr. Marcel confirmaram o serviço
Hospital de Matão anuncia extensão de Hemodiálise em Ibitinga
Marco Fonseca e Flosrisvaldo, na DRS de Araraquara, na aprovação da instalação da hemodiálise em Ibitinga

  O Hospital Carlos Fernando Malzoni, de Matão, divulgou, através da assessoria de imprensa, que está instalando uma extensão da prestação do serviço de hemodiálise em Ibitinga. 

  O vereador e ex-prefeito Marco Antônio Fonseca, o ex-prefeito Florisvaldo Antônio Fiorentino, e o médico cardiologista e ex-vereador Marcel Pinto da Costa, confirmaram a instalação de uma unidade especializada em hemodiálise em Ibitinga, com a coordenação de um médico nefrologista.

   Segundo a assessoria de imprensa do Hospital de Matão, o serviço de hemodiálise em Ibitinga poderá ser iniciado em 2021, mas sem data específica.

Autorização

  “Eu dei o parecer técnico favorável para a instalação da hemodiálise em Ibitinga. A DRS (Diretoria Regional de Saúde) foi provocada e consultada se concordava. Eu dei o parecer como diretor”, explicou o ex-prefeito, Florisvaldo Fiorentino, explicando como tudo aconteceu, enquanto era  Diretor da DRS (Departamento Regional de Saúde) de Araraquara. Florisvaldo, que foi prefeito em Ibitinga por três mandados, foi diretor da DRS entre 07 de outubro de 2019 e 04 de junho de 2020.

   Se não fosse o parecer favorável, da DRS de Araraquara, sob supervisão de Florisvaldo, não seria possível a instalação da hemodiálise em Ibitinga.

  Instalação

    “Eu conheço o pessoal de Matão e os procurei por entender importante para a população de Ibitinga e pra eles o serviço de hemodiálise para Ibitinga”, disse Marco Fonseca. A partir daí, eles foram conversar com o Dr. Marcel, o prédio já estava sendo adaptado, e fizeram a locação do prédio e o Florisvaldo nesse interim, assumiu a DRS e deu o parecer favorável a implantação”, explicou o vereador, que já foi prefeito em Ibitinga de 2009 / 2012.

  “Não ia ter mais hemodiálise em Ibitinga e eu fui atrás para conseguir a hemodiálise para Ibitinga”, explicou Marco, explicando que as primeiras tentativas, de uma empresa de Araraquara, para se instalar em Ibitinga, em 2016, não renderam frutos, e que agora deu certo a homologação do serviço em Ibitinga, com o Hospital de Matão.

Atendimento

    A futura unidade de atendimento de hemodiálise em Ibitinga, atenderá em um prédio na rua Rosalbino Tucci, ao lado da Elétrica Longhini.

   De acordo com Dr. Marcel Pinto da Costa, as instalações do prédio já estão adiantadas, em 70% da obra. A perfuração de um poço de água, necessário para o serviço, também já foi realizada, segundo Marcel.

  “É uma evolução humanitária para os pacientes de Ibitinga. É um serviço humanitário do SUS porque a acessibilidade é um dos pilares pra 99% dos pacientes”, explicou Marcel.

Região  

 “Os pacientes de Ibitinga, Borborema, Tabatinga, e demais cidades da região, deixarão de viajar para Araraquara ou Matão, para fazer hemodiálise”, explicou Marco Fonseca. “Embora o hospital de Matão tenha expandido seu trabalho para Ibitinga, aquele hospital de Matão vai aumentar a fonte de renda e o número de atendimento de pacientes”, explicou Marco.

comentários
Folha de Ibitinga
Conheça um pouco mais sobre nós.

leia mais
redes sociais Acompanhe-nos em nossas redes sociais.
whatsapp (16) 98135-4546

Todos os direitos reservados © Folha de Ibitinga 2020 - contato@folhadeibitinga.com.br - telefone: (16) 98135-4546