Ibitinga, Sábado, 25 de Setembro de 2021
AES Brasil abre inscrições para seleção de projetos sociais
Serão selecionados projetos de apoio que contribuam para melhoria das condições de vida de crianças, adolescente e idosos
AES Brasil abre inscrições para seleção de projetos sociais
Barragem de hidrelétrica em Ibitinga

 Como parte de sua atuação social, a AES Brasil, empresa geradora de energia, abriu edital para seleção de apoio à projetos sociais indicados por Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e Conselhos Municipais do Idoso (CMI), em cidades onde atua. As propostas devem ser enviadas pelos próprios conselhos  entre 3 e 31 de maio, exclusivamente pelo formulário eletrônico disponível na plataforma Prosas, no endereço aesbrasilconselhos.prosas.com.br, para avaliação da AES Brasil. 

   Serão considerados projetos de atendimento direto, que contribuam para melhoria das condições de vida e bem-estar de crianças, adolescentes e idosos, priorizando ações nas áreas da saúde, assistência social, cultura, esporte e lazer, meio ambiente, reciclagem e energia. O regulamento completo para participação está disponível no site prosas.

   Os Conselhos Municipais do Direito da Criança, Adolescente e do Idoso poderão inscrever até 3 projetos, de diferentes organizações sociais, mas cada instituição será representada por apenas uma proposta. Com base nos critérios estabelecidos no edital, será selecionado um grupo de projetos que receberá o investimento da companhia em 2021.

   Em 2020, foram apoiados 7 projetos de CMDCA e 4 projetos de CMI, que estão sendo executados no decorrer deste ano.

   Confira abaixo a lista com as cidades onde a AES Brasil atua e que estão aptas a participarem do processo seletivo a fim de contribuir para o fortalecimento dessas comunidades:

   Adolfo (SP), Araci (BA), Areia Branca (RN), Angicos (RN), Anhembi (SP), Arealva (SP),Barbosa (SP), Bariri (SP), Barra Bonita (SP), Bauru (SP), Biritinga (BA), Boracéia (SP), Borborema (SP), Botelhos (MG), Botucatu (SP), Brejo Alegre (SP), Buritama (SP), Caconde (SP), Caetité (BA), Cafelândia (SP), Campina Verde (MG), Cardoso (SP), Conchas (SP), Distrito de Palmeira (MG), Dois Córregos (SP), Fernando Pedroza (RN), Frutal (MG), Glicério (SP), Guaiçara (SP), Guaimbê (SP), Guanambi (BA), Iacanga (SP), Ibitinga (SP), Icaraí de Amontada (CE), Igaporã (BA), Igaraçu do Tietê (SP), Indiaporã (SP), Irapuã (SP), Itaju (SP), Itapagipe (MG), Itapira (SP), Itapuí (SP), Iturama (MG), Jaú (SP), José Bonifácio (SP), Laranjal Paulista (SP), Galinhos (RN), Lins (SP), Macau (RN), Macatuba (SP), Macedônia (SP), Mendonça (SP), Mineiros do Tietê (SP), Mira Estrela (SP), Mococa (SP), Mogi Guaçu (SP), Mogi Mirim (SP), Nova Aliança (SP), Nova Soure (BA), Novo Horizonte (SP), Olindina (BA), Ouroeste (SP), Paulo de Faria (SP), Pederneiras (SP), Pedranópolis (SP), Pedro Avelino (RN), Penápolis (SP), Pindaí (BA), Pirajuí (SP),Planalto (SP),Piracicaba (SP), Poços de Caldas (MG), Pongaí (SP), Pontes Gestal (SP),Potirendaba (SP), Promissão (SP), Reginópolis (SP), Riolândia (SP), Sabino (SP), Sales (SP), Santa Maria da Serra (SP), São Francisco de Sales (MG), São João da Boa Vista (SP), São José do Rio Pardo (SP), São Manuel (SP), São Pedro (SP), Sátiro Dias (BA), Trairi (CE), Tucano (BA), Turiúba (SP), Ubarana (SP), Uru (SP),Urupês (SP) e Zacarias (SP).

   Para mais informações sobre o edital e regulamentos, consulte: aesbrasilconselhos.prosas.com.br

Sobre a AES Brasil

  Acelerando o futuro da energia há mais de 20 anos, a AES Brasil é uma empresa geradora a partir de fontes 100% renováveis, que atua como plataforma integrada adaptável às demandas dos clientes. As soluções oferecidas pela companhia são customizadas, sempre buscando agregar valor e contribuir para a sustentabilidade do planeta. Atualmente, a AES Brasil conta com um portfólio de ativos renováveis com uma capacidade instalada total de 4,0 GW. Toda a energia gerada é proveniente de nove usinas hidráulicas, três pequenas centrais hidrelétricas (PCHs), que estão localizadas no estado de São Paulo, dos Complexos Eólicos Alto Sertão II (BA), Ventus (RN) e MS e Santos (CE e RN) e dos Complexos Solares Guaimbê e Ouroeste (SP). Além disso, conta ainda com o Complexo Eólico Tucano em construção na Bahia com 322 MW e um pipeline de projetos, chamado Complexo Eólico Cajuína (RN), formando um novo cluster de geração no Rio Grande do Norte.

comentários
Folha de Ibitinga
Conheça um pouco mais sobre nós.

leia mais
redes sociais Acompanhe-nos em nossas redes sociais.
whatsapp (16) 98135-4546

Todos os direitos reservados © Folha de Ibitinga 2021 - contato@folhadeibitinga.com.br - telefone: (16) 98135-4546