Ibitinga, Quarta, 30 de Setembro de 2020
Apimentado
Seção do jornal impresso do Folha de Ibitinga, que relata a Sessão de Vereadores
Seção Apimentado publicado na edição impressa do dia 16 de maio de 2020

Combinado é combinado

 Na última Sessão legislativa, que aconteceu no último dia 12 de maio, o vereador Marco Antônio da Fonseca, (PTB) voltou a falar sobre a destinação de R$ 2 milhões de reais, aprovada para a Santa Casa, que segundo ele, deveria ter sido realizada, já no início deste ano, mas não foi até o momento.

Aprovação

 O assunto já foi alvo de requerimento de informação, do vereador Marco, pedindo mais detalhes da verba que a Câmara de Vereadores aprovou para ser destinada para a Santa Casa. 

 Provação

  No final de 2019, todos os vereadores aprovaram a destinação de R$ 2,1 milhões de reais, para o hospital. A verba seria usada, anteriormente, para a construção da nova sede do Poder Legislativo, porém, foi decidido, através de votação, que seria enviada para o hospital...mas não foi.

Defesa

 O vereador Thiago Piotto da Silva (REDE) até tentou justificar durante a Sessão do dia 05, que o montante foi destinado de forma diluída no Plano de Trabalho da Saúde, onde a verba já destinada para as autarquias da área da saúde (SAMS, UPA, Pronto Socorro da Vila Maria, Ambulatório de Especialidades), já estavam neste ano de 2020, recebendo recursos a mais, por mês, e que este aumento, no longo dos meses, representaria o total de pouco mais de R$ 2 milhões, na qual o vereador Marco Fonseca se refere.

 Brincadeira tem hora  

  Marco rebateu e afirmou que uma coisa nada tem a haver com outra. Para Marco, o aumento de destinação de verba pode até ocorrer, porém, a verba que seria usada para a construção do novo Paço do Legislativo, seria um 'plus', um 'extra' que os vereadores decidiram no ano de 2019, que seria exclusivamente, para a Santa Casa.

Intervenção Judicial

   Para quem não sabe, a Santa Casa está em processo de Intervenção Judicial, e mantêm, ao longo dos anos, o atendimento mesmo tendo dívidas milionárias. Convênios estaduais e federais, além de aportes de recursos do município, já foram 'injetados' naquele hospital, porém, além de alguns convênios não serem de forma definitiva e vitalícia, sendo passageiros, alguns atrasam, ou são cancelados, devidos a programação dos respectivos destinatários, por razões de diferentes fatores, ou seja, a Santa Casa que já tem dividas atrasadas, sempre esteve de olhos vendados para saber se as contas estariam equilibradas ou não, devido o fato de ser uma 'casa de caridade' e de prestar atendimento para a população pelo SUS (Sistema Único de Saúde). Tudo isso justificaria, aos olhos da sociedade ibitinguense, a destinação dos R$ 2 milhões para o hospital.

A espera de uma resposta

 O vereador Marco Fonseca, agora, então, espera a resposta da prefeita Cristina Arantes, via requerimento, sobre a verba que era da construção da Câmara, e seria destinada para a Santa Casa. O prazo regimental para a resposta, que geralmente não é respeitado, está suspenso por causa da pandemia do COVID-19.

Vítimas de boatos

  O presidente da Câmara, José Aparecido da Rocha (PSB), declarou que não vê com bons olhos as 'Fakes News'. Para José, os casos de COVID-19 em Ibitinga foram usados, para denegrir a imagem de pessoas e de cidadãos de bem. Com o tom de pesar, o vereador líder da situação e de defesa de Cristina Arantes na Câmara, alegou que foi de forma desrespeitosa que algumas pessoas disseminaram informações falsas sobre as vítimas de Coronavírus e seus familiares na cidade. A mesma opinião foi compartilhada pelos edis: Alliny Sartori (SD) e Leopoldo Benetácio de Oliveira (PTB).

Descrição de um fake

  “Eu costumo dizer que as pessoas que divulgam fakes, são pessoas baixas, pessoas rasteiras, pessoas covardes”, explicou Marco Fonseca. “Eu me atrevo até a dizer, que é imbecil, de sua natureza humana e psicológica. As causas podem ser deste deficiências cognitivas, até de percepção o de ordem mental, má fé, uso de drogas, de entorpecentes, facciosidades, tipo aquela cegueira voluntária e a cegueira deliberada, ou até, aquilo que foi muito dito aqui, de origem fanática e de origem e fundamentalista”, explicou o vereador Marco sobre os motivos da criação e divulgação das notícias falsas.

Muito cuidado: COVID-19

  O vereador Marlos Mancine (PSDB) relatou no uso da palavra, que a Associação Médica de Ibitinga realizou doação de vários teste de COVID-19, e que a população deve agora com cuidado em usar estes testes de forma desordenada. “Os testes rápidos são os menos eficazes. Ele tem uma especificidade um pouco menor que os outros. As pessoas não precisam sair desesperadas pagando caro em testes, que não são os testes que a gente [os médicos] escolhe para fazer os diagnósticos”, explicou Dr. Mancine.

Teste

  “Eu estou falando isso para que não cause um desespero, pra todo mundo sair fazendo, a qualquer espirro, ou qualquer tosse, sair comprando e fazendo esse teste”, explicou Marlos, afirmando que o teste rápido é um teste que os médicos aceitam como um pré-teste, mas não aceitam como um teste confirmativo definitivo.

comentários Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Folha de Ibitinga
Conheça um pouco mais sobre nós.

leia mais
redes sociais Acompanhe-nos em nossas redes sociais.
whatsapp (16) 98135-4546

Todos os direitos reservados © Folha de Ibitinga 2020 - contato@folhadeibitinga.com.br - telefone: (16) 98135-4546