Ibitinga, Terça, 17 de Julho de 2018
Educação e Saúde de Ibitinga caem no conceito do Tribunal de Contas de SP
Avaliação que fiscaliza índices de 644 municípios paulistas, revelou que a área de Meio Ambiente foi a única de Ibitinga que teve melhorias em 2015

  O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo divulgou os resultados do Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEGM) referente ao ano de 2015, que avalia as principais áreas da gestão pública municipal como Educação, Saúde, Meio Ambiente, Planejamento, Fiscal e Tecnologia da Informação. A divulgação aconteceu no dia 05 de outubro.

   Em Ibitinga, a área de Tecnologia da Informação obteve segundo índice mais alto, sendo classificada como 'efetiva' (nota B). A área de Educação, que em 2014 recebeu conceito A, também recebeu um 'B' em 2015. Já as áreas Fiscal e Cidade, obtiveram o índice muito efetiva (nota B+). Saúde caiu no conceito do tribunal. Passou de B+ em 2014 (muito efetiva) e foi avaliada em 2015 como 'em fase de adequação' (nota C+). A área de Planejamento com baixo nível de adequação (nota C). A nota geral de Ibitinga foi efetiva (B). 

Melhorias

   A área de Meio Ambiente foi a única de Ibitinga que obteve melhora. Em 2014 foi avaliada como B (efetiva) e em 2015, como B+ (muito efetiva)

   A nota geral do Estado de São Paulo para o ano de 2015 foi C+. A Região Administrativa Central, onde Ibitinga está sediada, obteve a nota B.

   Os 644 municípios foram avaliados pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, onde na avaliação, um dos comparativos levantados, são o 'poder de capacidade' de administração dos municípios. A receita total das cidades (R$ 113.174.397.13 – Ibitinga em 2015), e o número de habitantes (56. 057 – Ibitinga), também são divulgados no levantamento.

comentários
Folha de Ibitinga
Conheça um pouco mais sobre nós.

leia mais
redes sociais Acompanhe-nos em nossas redes sociais.
whatsapp (16) 98135-4546

Todos os direitos reservados © Folha de Ibitinga 2018 - contato@folhadeibitinga.com.br - telefone: (16) 98135-4546