Ibitinga, Quinta, 22 de Agosto de 2019
Madeira do prédio demolido está no Posto de Sementes
Madeira que gerou polêmica na Câmara de Vereadores, está guardada. Vigas e caibros serão usadas em reformas da prefeitura
Madeira do prédio demolido está no Posto de Sementes

  A madeira retirada do imóvel que foi demolido, onde deverá ser a futura Câmara Municipal, está armazenada no prédio do antigo Posto de Sementes, nas margens da rodovia Dep. Leônidas Pacheco Ferreira (SP-304).

  A madeira da demolição, com algumas vigas em madeira de lei, foi preservada, segundo o vice-prefeito Frauzo Ruiz Sanches, para ser usada em obras da prefeitura, na reforma de uma ponte na área rural, e até em novas construções.

  O assunto gerou polêmica depois que o vereador Marco Fonseca (PTB), questionou onde a madeira estava, e chegou a mencionar, que na cidade, existe um boato que o material estaria no sítio do vice-prefeito. A questão foi abordada na tribuna, no dia 16, depois que o vereador tentou descobrir o paradeiro da madeira através de dois requerimentos de informação, sem sucesso, segundo ele.

  Nesta terça-feira, dia 23, Marco protocolizou novamente um terceiro requerimento sobre o assunto, e a resposta deve ser enviada para a Câmara dentro do prazo regimental.

Outro lado

   Procurado, o vice-prefeito Frauzo desmentiu os boatos, e mostrou onde se encontra as madeiras.

    Segundo ele, as madeiras ficaram por algumas semanas no local da demolição e foram levadas depois direto para o Posto de Sementes. 

  "Tudo foi feito com ciência do Presidente da Câmara, o vereador Mira e também do assessor jurídico Paulo Pinezzi", disse o vice-prefeito. No questionamento ode Marco Fonseca na câmara, onde mencionou os boatos, o presidente Antônio Esmael Alves de Mira (PTB) não se pronunciou sobre o assunto.

  Quando os dois requerimentos de informação foram emitidos, a madeira ainda não estava no atual local. “Como já temos a cessão de uso dos dois prédios do Posto de Sementes, a gente queria armazenar em alguns desses prédios, porque tem peças de madeiras muito pesadas e só consegue mexer com um guincho para carregar” explicou Frauzo, sobre a escolha de um local definitivo para armazenar a madeira.

   Segundo o vice-prefeito, quando a área localizada entre as ruas Cel. Gereto e Dr. Teixeira foram destinadas para a Câmara de Vereadores, a demolição do antigo prédio foi contratada e muito material que estava no local, além das madeiras do telhado, poderiam ser reutilizados em outros prédios da prefeitura, como escolas, creches e outros materiais para reaproveitar.

   Frauzo ainda repudiou os boatos. “Não estamos querendo esconder nada. Não preciso desse tipo de malandragem para ganhar minha vida”, destacou.

comentários
Folha de Ibitinga
Conheça um pouco mais sobre nós.

leia mais
redes sociais Acompanhe-nos em nossas redes sociais.
whatsapp (16) 98135-4546

Todos os direitos reservados © Folha de Ibitinga 2019 - contato@folhadeibitinga.com.br - telefone: (16) 98135-4546