Ibitinga, Terça, 26 de Maio de 2020
Escolas são premiadas após coleta de 12 mil litros de óleo usado
Se chegassem aos rios e riachos, a poluição inviabilizaria quase 254 milhões de litros de água, segundo secretário
Escolas são premiadas após coleta de 12 mil litros de óleo usado

  Após coletarem 12.695 litros de óleo usado, diversas escolas municipais de Ibitinga foram premiadas, na última quarta-feira, dia 11. A premiação faz parte de um projeto de iniciativa privada chamado de “Coletar Para Transformar”, da empresa ADN.

  “Esse projeto mobiliza as escolas a criarem, em meio à comunidade, estratégias de arrecadação de óleo usado. Este material é enviado para nossa empresa, que através de processos químicos o transforma em diversos produtos biodegradáveis”, resumiu didaticamente Lais Caldas, auxiliar administrativa ambiental da ADN.

   De acordo com a empresa, várias cidades participam do mesmo projeto e concorrem entre si pela premiação. Pelo segundo ano consecutivo, Ibitinga obteve o melhor resultado.

 “A cada mil litros de óleo coletados, a escola ganha um tablet. A escola campeã entre os municípios participantes ganha também um notebook e a empresa ainda faz outras premiações. Este ano, o município conquistou nove tablets, um notebook e uma série de brinquedos didáticos no valor aproximado de R$ 2 mil”, relatou Francisco Talarico, Secretário de Educação.

   A empresa parceira ainda contribui com o valor de R$ 0,30 o litro coletado. A quantia fica para cada escola, de acordo com a quantidade de óleo arrecadado. Além disso, o munícipe que faz a doação, também se beneficia. “O doador do óleo ganha um frasco de detergente a cada dois litros de óleo doados”, complementou Lais Caldas.

Parceria que ensina valores

   A parceria se faz entre empresa e Prefeitura de Ibitinga, através da secretarias de Educação e de Agricultura e Meio Ambiente. De acordo com a coordenadora pedagógica, Francine André, os benefícios no ensino são diversos.

   “O processo de coleta deste óleo envolve todo um trabalho de ensino multidisciplinar do aluno, que passa a receber informações teóricas e práticas sobre os malefícios ambientais gerados pelo óleo descartado no meio ambiente”, disse Francine.

  O secretário de Agricultura e Meio Ambiente destaca os benefícios ambientais: “são mais de 12 mil litros poluentes que não chegarão a nossa rede de esgoto – o que causaria uma série de problemas e dificuldades. Se chegassem aos rios e riachos, a poluição inviabilizaria quase 254 milhões de litros de água”, disse Frauzo Ruiz Sanches.

 

Fonte: Prefeitura Municipal / Assessoria de Imprensa

comentários
Folha de Ibitinga
Conheça um pouco mais sobre nós.

leia mais
redes sociais Acompanhe-nos em nossas redes sociais.
whatsapp (16) 98135-4546

Todos os direitos reservados © Folha de Ibitinga 2020 - contato@folhadeibitinga.com.br - telefone: (16) 98135-4546