Ibitinga, Sexta, 27 de Novembro de 2020
Emprego: Ibitinga registra saldo negativo de 140% no 1º Quadrimestre
Saldo no número de carteira assinada no acumulado de janeiro a abril caiu 140% em relação ao mesmo período de 2019
Emprego: Ibitinga registra saldo negativo de 140% no 1º Quadrimestre

  Em meio à pandemia do novo coronavírus, Ibitinga fechou 276 postos de trabalho com carteira assinada entre os meses de janeiro e abril deste ano. Os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) são os primeiros no retrato do impacto da pandemia do novo coronavírus no mercado de trabalho.

   Os dados levam em consideração o saldo do número de admissões contra as dispensas e foram divulgados na quarta-feira (27).

Números

  Ibitinga teve saldo negativo de 2.520 vagas (demitidos), no acumulado 1º quadrimestre do ano. No mesmo período, foram admitidos, 2.244 trabalhadores, variação negativa de -1,85%.

  Os dados do mês de abril, teve a variação negativa entre contratados e demitidos. Foram admitidos 227 e demitidos 688 trabalhadores com carteira assinada; o número de demitidos é maior em 203,08% em relação aos contratados.

Queda

   O quadro com o resumo de carteira assinada no 1º quadrimestre de 2020, em Ibitinga, é menor 140%, comparado ao mesmo período de 2019.

  No ano passado, o resumo do 1º quadrimestre foi positivo de 687 trabalhadores, entre demitidos e contratados. Já no mesmo período deste ano, o saldo foi negativo em -276 vagas; queda de 140%.

 

Demissões em todo país somam 860 mil empregos em abril

  As demissões superaram as contratações com carteira assinada em 860.503 postos de trabalho, em abril. Foram 1.459.099 desligamentos e 598.596 contratações. Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) foram divulgados na última quarta-feira (27). O saldo de abril foi o pior da série histórica iniciada em 1992.

 Segundo o Ministério da Economia, os dados mostram que a queda no  número de contratações contribuiu de forma expressiva para o saldo negativo de empregos formais.

   Em valores nominais, São Paulo teve o pior desempenho, com saldo negativo (mais demissões do que contratações) de 260.902. 

Quadrimestre

  Em todo o Brasil, de janeiro a abril de 2020 foram 4.999.981 admissões e 5.763.213 demissões no país, com resultado negativo de 763.232. As admissões caíram 9,6% e as demissões subiram 10,5% no período, comparado ao primeiro quadrimestre de 2019.

Renda

  O salário médio real de admissão no Brasil passou de R$ 1.496,92 em abril de 2019 para R$ 1.814,62 no mês passado.

comentários
Folha de Ibitinga
Conheça um pouco mais sobre nós.

leia mais
redes sociais Acompanhe-nos em nossas redes sociais.
whatsapp (16) 98135-4546

Todos os direitos reservados © Folha de Ibitinga 2020 - contato@folhadeibitinga.com.br - telefone: (16) 98135-4546